Plano de negócios para salão de beleza

Você sabe qual é a importância de um plano de negócios para salão de beleza?

Será que o seu empreendimento precisa de um escopo assim? O que é e como aplicar?

Quando se fala em plano de negócios, muitas pessoas pensam que se trata de algo exclusivo de grandes empresas. Entretanto, qualquer estabelecimento necessita desse projeto, para garantir o sucesso e a lucratividade.

Por isso, preparamos este guia completo para você saber tudo sobre o tema. Acompanhe.

O que é plano de negócios?

Primeiramente, é essencial destrinchar esse termo e o seu objetivo.

De acordo com especialistas, plano de negócios é um documento que detalha todos os objetivos da empresa, assim como os passos necessários para atingi-los.

Trata-se de um instrumento essencial para permear o futuro do negócio, considerando o mercado, os serviços e produtos e todo o empreendimento em si.

A partir de um planejamento detalhado, você pode avaliar o cenário atual, entender como está seu segmento, conhecer os concorrentes, definir pontos fracos e fortes, analisar clientes e fornecedores, enfim.

É por meio desse projeto que terá uma visualização e noção completa do status de seu negócio. Por isso, é indicado para qualquer ramo, de pequenas a grandes corporações, inclusive salões de beleza.

Então, tenha em mente que seu salão de beleza precisa de um plano de negócios agora.

Por que plano de negócios para salão de beleza?

Compreender a importância do plano de negócios é fundamental para fazê-lo e aplicá-lo em seu salão de beleza, barbearia esmalteria, clínica, enfim.

Sendo assim, o quanto antes você iniciar a confecção desse documento, mais rápido deixará seu negócio organizado e pronto para colher bons frutos.

Entre as vantagens do plano de negócios para salão de beleza, destacamos:

  • A possibilidade de entender melhor esse nicho e todo o mercado em si, para ter a noção exata se vale ou não a pena investir em uma empresa do ramo;
  • Saber se vale a pena expandir o negócio e quais são as ferramentas necessárias para isso;
  • Entender, em números, quais são os resultados da empresa, assim como outras métricas;
  • Permear as estratégias que ajudarão o negócio a crescer;
  • Melhorar a comunicação entre colaboradores, parceiros, com fornecedores e clientes;
  • Diminuir riscos e servir de base para o crescimento da empresa.

Muitos especialistas dizem que o plano de negócios serve como um mapa, um guia para os gestores. É um instrumento que pode ser confeccionado antes da inauguração e alimentado frequentemente conforme o desenvolvimento.

É comum que salões de beleza comecem pequenos, de modo simples e sem muitos recursos. Mesmo nesses casos, o plano de negócios ajudará a entender quais são os passos fundamentais para a profissionalização e estabilidade do negócio no mercado.

plano de negócios

Como montar um plano de negócios?

Se há tantos benefícios no plano de negócios, como montar passo a passo? Embora pareça algo complexo, todo gestor pode aprender como fazê-lo.

É importante salientar que existem muitos cursos e consultorias para ajudar nessa missão. Além disso, vale a pena contar com o apoio de colaboradores e outras lideranças também.

De modo geral, a estrutura de um plano de negócios segue alguns passos:

1. Análise da empresa

Primeiramente, é interessante fazer um estudo completo da empresa, colhendo o máximo de informações possíveis.

É uma espécie de sumário, para que você tenha um resumo e uma ideia de todo o negócio:

  • O que é?
  • Quais são os diferenciais competitivos?
  • Missão
  • Perfil dos empreendedores
  • Produtos e serviços – e seus benefícios
  • Segmento de clientes
  • Localização da empresa
  • Investimento total
  • Indicadores financeiros
  • Forma jurídica
  • Enquadramento tributário

Para construir um bom escopo, é interessante que seja simples e de fácil entendimento, de modo profissional e conciso, com conclusões claras e com uma ideia geral do plano.

Basicamente, a análise do plano de negócios pode ser estruturada em três páginas ou em uma apresentação direta, para que todos possam compreendê-la e saber qual caminho seguir.

Saiba qual é o modelo de plano de negócios mais útil para salão de beleza

2. Análise do mercado

Conhecer o mercado que sua empresa está inserida é primordial para a construção de um plano de negócios.

Sendo assim, colete algumas informações importantes que também alimentarão o projeto:

  • Quem são os concorrentes?
  • Quais são os fornecedores?
  • Qual é seu público alvo?
  • Quais são seus produtos e serviços?

Todas essas quatro etapas são essenciais e podem ser ainda mais detalhadas. Em produtos e serviços, por exemplo, você pode estudar seu reconhecimento no mercado, qualidade, vantagens, custo-benefício, entre outras características.

O resultado desse planejamento permeia o posicionamento da empresa em seu nicho e dá melhor visão de investimentos/resultados.

3. Plano de marketing

O plano de marketing é importante para o plano de negócios de um salão de beleza, pois destaca as melhores estratégias para atender as necessidades dos clientes e fidelizá-los.

A estrutura é simples e você deve se atentar aos quatro “Ps”: produto, praça, promoção e preço.

Faça uma análise com base nessas categorias e tenha em mente quais são os métodos para garantir que seus produtos e serviços sejam sempre bem cotados.

Entenda melhor como fazer marketing para salão de beleza

4. Plano Operacional

O plano operacional lida com a parte prática, ou seja, tudo que é essencial para que o negócio funcione. Nesse contexto, o empreendedor deve se atentar aos termos referentes a estruturação da empresa:

  • Localização
  • Equipamentos e materiais
  • Instalações
  • Funcionários e seus cargos
  • Capacidade produtiva

De modo geral, essa parte descreve todos os processos para produzir, vender ou executar serviços, assim como o tempo necessário para que cada etapa seja cumprida.

É importante elaborar um layout completo do empreendimento, detalhar funções, enfim, entender detalhadamente como os processos funcionam e o que fazer para otimizá-los.

5. Plano Financeiro

Nesse ponto, destacamos o plano financeiro. Essa etapa lida com os investimentos, com a disponibilidade de capital, estimativas de custos, cálculos de despesas, capital de giro, fluxo de caixa e lucratividade.

Todos os conceitos voltados à saúde financeira da empresa devem ser organizados. Para isso, você pode usar planilhas e aplicativos, assim fica mais fácil configurar e atualizar.

Dica: seja realista e destaque todos os valores reais, para analisar o panorama de modo fiel, apontando erros e acertos nos gastos/custos, entre outros.

Planejamento financeiro: Por que devo fazer?

6. Análise estratégica

Essa parte trabalha com cenários e possíveis situações que afetam o crescimento da empresa. A partir de previsões, é possível estabelecer ações para cessar perdas, assim como estratégias para evitar um contratempo.

Com todas as informações anteriores à disposição, essa análise fica mais simples!

Por fim, há a análise total do plano de negócios. É hora de avaliar os detalhes e colocar ações em prática. Lembre-se que essa ferramenta deve servir de base para muitas decisões e DEVE ser revisada periodicamente.

Com o crescimento do seu salão de beleza, a atualização do plano de negócios pode ser recorrente. Mas, há sempre um início. Siga todas essas etapas e dicas e implemente já!

Enfim, esperamos que tenha gostado do artigo. Tem dúvidas? Comente.

Procura recursos para melhorar as atividades do seu negócio? Conheça o app Belasis!

A base para o post foi este artigo do Sebrae. Até mais.

Relacionados

Leave a Comment